Receba nossas atualizações e outras notícias pelo Facebook!

Sob novo comando, Turismo suspende repasses a ONGs

20/09/2011 de SP - O Estado de S. Paulo, por CHRISTIANE SAMARCO e EDUARDO BRESCIANI

Tamanho da Fonte

+ -

Gastão Vieira fala em 'freio de arrumação' no uso de verbas para ações da Copa; medida inclui R$ 90 milhões de 2010

A partir de hoje o Ministério do Turismo não vai liberar mais nenhum pagamento para Organizações Não Governamentais (ONGs) conveniadas dentro do Programa Bem Receber Copa. Com a decisão, o ministro Gastão Vieira teve de suspender também o pagamentos de R$ 90 milhões empenhados desde 2010.

A decisão de Vieira foi informada ontem à ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Relatórios do Tribunal de Contas da União (TCU) mostraram que parte do dinheiro dos convênios, destinado a treinamento e qualificação de trabalhadores para a Copa de 2014, estava sendo desviado por ONGs ligadas a fundações pertencentes a parlamentares.

"Estamos dando um freio de arrumação", disse Vieira, que se reuniu com a equipe técnica do ministério e, depois, com a bancada do PMDB. "Mandei os técnicos fazerem um levantamento minucioso para identificar em que bancos - se na Caixa Econômica ou no Banco do Brasil - estão os recursos repassados a esses convênios."

A meta do Bem Receber Copa é qualificar 306 mil pessoas até 2013. No Conselho Nacional de Turismo, que reúne 71 entidades, ficou acertado que o melhor seria que as entidades empresariais fossem as executoras do programa nos respectivos segmentos, como bares, restaurantes e hotelaria. Um exemplo é a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, que tem um instituto ligado a ela, o IBH.