Receba nossas atualizações e outras notícias pelo Facebook!

Testemunha assassinada

20/09/2011 de DF - Correio Braziliense, por JÚNIA GAMA

Tamanho da Fonte

+ -

A principal testemunha do processo de cassação do mandato do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) foi assassinada na noite de segunda-feira. Geraldo de Souza Amorim era administrador da Feira da Madrugada, em São Paulo, e tinha sido o autor da denúncia de que Valdemar e outros integrantes do PR estariam cobrando propina para que a feira continuasse funcionando.

O relator do processo contra Valdemar, deputado Fernando Francischini (PSDB-PR), conversou com o delegado de Tatuí, que está investigando o caso, e classificou como "estranhas" as circunstâncias da morte do administrador. Segundo o relato, três homens armados entraram no sítio de Geraldo para realizar um assalto. Mas o segurança do administrador, contratado para protegê-lo desde que as denúncias foram feitas, teria sido o autor dos disparos que atingiram a testemunhas. Os três ladrões foram presos e dois deles acabaram baleados. O segurança está foragido.

Valdemar vinha procurando os integrantes do Conselho de Ética para apresentar uma defesa prévia de seu caso, que inclui ainda denúncias de que teria cobrado pela filiação de um deputado ao PR e de que estaria interferindo irregularmente no Ministério dos Transportes, então ocupado pelo hoje senador Alfredo Nascimento (PR-AM).