Receba nossas atualizações e outras notícias pelo Facebook!

titulo_6

Alguns dizem 6 outros 9 e até quem diga 11 famílias controlam a mídia nacional. Atualmente temos cerca de 60 parlamentares que são investidores, donos ou ligados a redes de rádio e TV. Apesar de não se reconhecerem como uma bancada esses parlamentares formam um grupo numeroso quando se tem em mente o número reduzido de pessoas que controlam a "grande mídia" mas a maioria desses parlamentares são donos de pequenas rádios locais. A questão se esses parlamentares tem vantagem para se eleger pode ser analisada na tabela referente ao primeiro turno de 2010:

Parlamentares concessionários de rádio e TV tiveram um índice de reeleição alto.

A relação entre o alto nível de reeleição desses parlamentares e o fato de serem concessionários é discutida por muitos e ja existe discurssões na Câmara sobre a inelegibilidade de quem se enquadrar nessa categoria. Sem dúvida essa discussão não possui o mérito que merece em nossa sociedade visto a sua importância e complexidade Mas de maneira análoga, pode-se imaginar que qualquer parlmamentar com acesso a recursos financeiros possa conseguir bons resultados nas urnas. Como podemos observar nos números a seguir referente ao uso de verbas indenizatórias para divulgação de atividade parlamentar:

a tarefa é

Estatisticas

Dos 19 integrantes da Bancada Evangélica, 7 (36,84%) somam 31 processos judiciais.
Os processos em questão envolvem acusações como peculato (furto ou apropriação de bens ou valores públicos), improbidade administrativa, corrupção eleitoral, abuso de poder econômico, sonegação fiscal e formação de quadrilha.

A porcentagem de políticos "não evangélicos" que respondem a processos judiciais é de 22,85%.

Foi deputado federal (1995-1999/ 1999-2003/ 2003-2007, PSDB; 2007-2011, PMDB).

É empresário e detém concessão de radiodifusão em Cantagalo (RJ). Foi procurador parlamentar (1999-2000/ 2007-2008). Preside a Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (associação civil sem fins lucrativos e declarada de utilidade pública federal).

TRF-1 Seção Judiciária do Distrito Federal - Processo nº 2004.34.00.040376-5 - É alvo de ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal.

É alvo de ação de execução fiscal movida pela Fazenda Nacional. (Veja)

Veja o perfil

Foi vereador do Rio de Janeiro (1989-1993/ 1993-1997/ 2009-2013, PV) e secretário municipal de Meio Ambiente (1993-1996) e de Urbanismo (2001-2006). Na condição de suplente, exerceu o mandato de vereador em 1999 e 2000 pelo PV.

Atuou como jornalista. Foi vice-presidente da Fundação Ondazul (1997-2000) e presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (2001-2006). Candidatou-se à Câmara dos Vereadores do Rio em 1996, à presidência da República em 1998, à prefeitura do Rio de Janeiro em 2000 e ao Senado em 2006 pelo PV.

Veja o perfil

Exerceu mandatos de deputado federal (1987-1991/ 1991-1995, PCB; 1995-1999/ 2007-2011, PPS) e distrital (2003-2007, PPS). Ocupou o cargo de secretário de Saúde do Distrito Federal (2008-2009). Suplente na legislatura 2011-2015, assumiu o mandato em 2011

Formado em sociologia. Funcionário do Banco do Brasil, presidiu o Sindicato dos Bancários de Brasília (1980-1986). Candidatou-se a senador em 1998 pelo PPS. Criou a ONG Contas Abertas.

Veja o perfil

Formada em direito. É filha do prefeito de Barueri (SP), Rubens Furlan (2009-2013, PMDB), e sobrinha de Celso Furlan, secretário municipal de Educação, e de Toninho Furlan, vereador da cidade. É evangélica. Foi diretora da Associação dos Amigos de Crianças com Deficiências Físicas e Mentais.

É alvo de representações movidas pelo Ministério Público Eleitoral por conduta vedada a agentes públicos:

Processo nº 15170.2010.626.0199 (Veja)

Processo nº 1949115.2010.626.0000 (Veja)

Veja o perfil

Foi governador (1995-1998, PT), ministro da Educação (2003-2004) e senador (2003-2011, PT).

Formado em engenharia mecânica. Foi reitor da Universidade de Brasília. Candidatou-se a presidente da República em 2006 pelo PDT. Criou a ONG Missão Criança, cujo objetivo seria disseminar o programa bolsa-escola no Brasil e no mundo.

Veja o perfil

Foi deputado federal (1995-1999/ 1999-2003/ 2003-2007/ 2007-2011, PMDB).

Formado em medicina. Presidiu a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Rio Grande do Sul (1989-2004). Foi vice-presidente da Confederação das Misericórdias do Brasil (1996-2006).

TRE-RS - Processo nº 55121.2002.621.0000 - Teve rejeitada a prestação de contas referente às eleições de 2002.

É alvo de representação movida pelo Ministério Público Eleitoral por captação ilícita de sufrágio. (Veja)

É alvo de ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal. (Veja)

Veja o perfil

Exerceu mandato de deputado federal (2007-2011, PSB). Suplente na legislatura 2011-2015, assumiu o mandato em 2011 na vaga de Márcio França (PSB), nomeado secretário estadual de Turismo.

Formado em medicina. Presidiu a Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais no estado de São Paulo (1997-1998/ 2009-2011) e foi diretor-financeiro da Federação Nacional das Apaes (2004-2008). Candidatou-se à prefeitura de Franca (SP) em 2004 pelo PMDB. Detém concessão de radiodifusão.

TRF-1 Seção Judiciária do Distrito Federal - Processo nº 0031294-51.2004.4.01.3400 - É alvo de ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal.

TJ-SP Comarca de Franca - Processo nº 196.01.2010.610380-9 - É alvo de ação de execução fiscal movida pela prefeitura de Franca.

Veja o perfil

Exerceu mandatos de deputado federal (1995-1999/ 1999-2003/ 2003-2007/ 2007-2011, PSDB). Ocupou o cargo de secretário do Trabalho, da Assistência Social, da Criança e do Adolescente de Minas Gerais (1995-1998).

Formado em medicina. Presidiu a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais em Pará de Minas, MG (1986-1994), a Federação das Apaes do Estado de Minas Gerais (1991-1994/ 1999-2003) e a Federação Nacional das Apaes (1995-1999/ 2006-2008/ 2009-2011).

Veja o perfil

Formado em administração de empresas. É empresário. Fundou o Instituto Paulista de Renovação.

Veja o perfil

Exerceu mandatos de vereador de Uberlândia, MG (1993-1997/ 1997-2001, PFL; 2001-2005, PTB), e de deputado estadual (2003-2007, PTB) e federal (2007-2011, PFL). Suplente na legislatura 2011-2015, assumiu o mandato em 2011 na vaga de Carlos Melles ().

Formado em engenharia. Candidatou-se a prefeito de Uberlândia em 2004 pelo PL e em 2008 pelo DEM. Fundou a ONG Rede de Lares Solidários.

Veja o perfil

Formada em direito. É empresária. Fundou o instituto Ives Ota.

Veja o perfil

Exerceu mandato de vereador de Belo Horizonte, MG (2009-2013, PT do B).

É empresário. Candidatou-se a governador de Minas Gerais pelo PT do B em 2006. Fundou a organização não-governamental Valorizar.

STF - Processo nº 3319 - É alvo de inquérito que apura captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral.

É alvo de ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual. (Veja)

Veja o perfil

Exerceu mandatos de vereadora de São Paulo, SP (2005-2009/ 2009-2013, PSDB). Ocupou o cargo de secretária da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da capital paulista (2005-2007).

Formada publicidade e propaganda. Fundou o instituto Mara Gabrilli.

Veja o perfil

Exerceu mandatos de vereador de Belo Horizonte, MG (2005-2009, PPS), e de deputado federal (2007-2011, PT).

Formado em história. Fundou e dirigiu a ONG Mudança Já.

Veja o perfil

Superintendente do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps) do Rio Grande do Sul (1986-1988). Prefeito de Santa Rosa (1993-1996, PMDB-RS). Secretário nacional do Programa Comunidade Solidária da Presidência da República (19

Formado em medicina. Presidente da Federação das Associações de Muncípios do Rio Grande do Sul (1995-1996). Foi delegado e diretor do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (1984-1986). Sócio fundador da organização não-governamental Instituto Zero a Três.

TCE-RS Prestação de Contas Nº38020200045 - Multado em R$ 700,00 em virtude de irregularidades verificadas em sua gestão como secretário estadual de Saúde, no exercício de 2003.

Condenado a pagamento de multa de R$ 1 mil por irregularidades nas contas do exercício de 1996 da prefeitura de Santa Rosa. (Veja)

Multado em um total de R$ 49.816,61 por irregularidades nas contas do exercício de 1995 da prefeitura de Santa Rosa. Mediante recurso, a multa foi reduzida para R$ 900 (TCE-RS Recurso de Reconsideração Nº3370200980). (Veja)

Multado em um total de R$ 49.816,61 por irregularidades nas contas do exercício de 1995 da prefeitura de Santa Rosa. Mediante recurso, a multa foi reduzida para R$ 900 (TCE-RS Recurso de Reconsideração Nº3370200980). (Veja)

Multado por pagamento de gratificações irregulares a servidores no exercício de 1994, quando era prefeito de Santa Rosa. (Veja)

Veja o perfil

Atuou como atleta de futebol. Fundou o Instituto Romário de Souza Faria, cujo objetivo seria desenvolver projetos voltados para crianças carentes. É dirigente do América-RJ e empresário.

STF - Inquérito nº 3188 - É alvo de inquérito que apura crimes contra o meio ambiente e o patrimônio genético.

Recurso especial nº 1214793/ 2010). (Veja)

Recurso especial nº 1214793/ 2010). (Veja)

É alvo de ações de execução fiscal movidas pelo município e estado do Rio de Janeiro e pela Fazenda Nacional -- algumas listadas abaixo:

Processo nº 0162184-22.2005.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 170625-55.2006.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0417516-82.2008.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0281607-97.2010.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0178473-06.2000.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0261669-97.2002.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0255106-48.2006.8.19.0001 (Veja)

Processo nº 0541982-60.2003.4.02.5101 (Veja)

Processo nº 0506418-83.2004.4.02.5101 (Veja)

Processo nº 0515054-38.2004.4.02.5101 (Veja)

Veja o perfil

Vereadora de Maceió (2009-2010, PT do B-AL).

Presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal).

Veja o perfil

Exerceu mandatos de vereador do Rio de Janeiro, RJ (2005-2009/ 2009-2013, PPS).

É ator. Foi diretor de projetos especiais do Instituto Municipal de Arte e Cultura do Rio de Janeiro (1987-1989) e vice-presidente da Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro (1999-2000). Presidiu o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão do Estado do Rio de Janeiro (1995-2007) e preside o Retiro dos Artistas.

Veja o perfil